VOLTAR  
A termografia mostra a mastite actínica à esquerda - Dra. Lucy Kerr

Paciente submetida a radioterapia para tratar câncer da mama esquerda. A termografia mostra a mastite actínica à esquerda, que está quente ou vermelha na imagem devido a irradiação. A inflamação é sempre muito vascularizada, independentemente de sua origem.

 

O exame inicial de rastreio do câncer de mama deve ser realizado pela Termografia, exame inócuo e que propicia a detecção de alterações vasculares que antecipam o surgimento do câncer de mama, muitas vezes até 2 anos antes de sua detecção macroscópica.

Na questão do rastreio de rotina para detectar o câncer não se deve utilizar métodos de diagnóstico prejudiciais à saúde do paciente, potencialmente cancerígenos ou que deixam contraste depositado no corpo permanentemente. Pode haver algo mais absurdo?

Expor-se ao risco da radiação, sem ter o benefício da detecção precoce do câncer de mama, uma grave incapacidade diagnóstica da mamografia já fartamente tratada no nosso site é ainda pior.

E todos sabem da nossa preocupação de fazer o melhor pela saúde, não apenas de nossos pacientes, mas para a saúde pública em geral.

Como diretora de Sonimage, sempre busco métodos diagnósticos seguros e confiáveis.

De acordo com este princípio a Sonimage acaba de adquirir uma câmera de TERMOGRAFIA de última geração, capaz de detectar o câncer de mamas das mulheres com  antecedência, antes de disseminar  e medi-lo (avanço conseguido pela primeira vez na termografia), sem causar nenhum mal à saúde ou à genética, sem irradiar ou invadir, sem produzir nenhuma dor ou quebrar as próteses mamárias (se as tiver), sem temor comprimir e romper um possível câncer de mamas.

Termografia corrobora câncer de mama - Dra. Lucy Kerr

Esta paciente submeteu-se por anos consecutivos à mamografia anual, sempre negativas para o câncer. O exame termográfico mostrou aumento significante da temperatura da mama esquerda e grande quantidade de vasos nos quadrantes superiores desta mama, muito suspeitos de câncer, o que foi corroborado na investigação morfológica realizada na sequência.

O QUE É A TERMOGRAFIA

TERMOGRAFIA é um método de rastreio de doenças do nosso organismo que utiliza uma câmera de raios infravermelhos capaz de detectar o calor corporal emitido na superfície da pele.

Com este dado sendo captado diretamente da pele do paciente a termografia faz um registro gráfico das temperaturas e apresenta uma imagem colorida que permite diferenciar áreas fisiológicas normais de outras áreas anormais.

Em 400 AC, Hipócrates, pai da medicina, usava as diferenças em temperatura para identificar patologias nos órgãos, colocando barro no corpo da pessoa e observando onde a lama secava mais rápido, indicando que estava mais quente a pele no local.

Em 1957 Lawson fez o primeiro diagnóstico de câncer de mama diferenciando a temperatura na pele de uma mama com tecido normal e uma com câncer. Os equipamentos, softwares e protocolos de interpretação foram sofisticando-se e aprimorando-se no decorrer do tempo e, já em 1983, a termografia foi aprovada para a detecção do câncer de mama pelo FDA – Food and Drug Administration (a ANVISA dos EUA).

De lá para cá a melhoria técnica foi tão excepcional e sua capacidade de detectar uma anormalidade de vascularização da mama aumentou tanto, que está cada vez sendo mais utilizada para detectar doenças benignas ou malignas das mamas.

Na atualidade, pesquisas demonstram uma sensibilidade de 97% para detectar mudanças de temperatura indicativas do grau de atividade metabólica nos tecidos mamários subjacentes e que são correlacionadas com várias das mamas.

A ascensão da Termografia coincide com a derrocada da mamografia e recebeu muita atenção da comunidade científica internacional, pois preenche  alguns requisitos fundamentais do rastreio do câncer de mama: é um exame de baixo custo, rápido, indolor, não tem contraindicações e é muito confiável no acompanhamento da resposta à terapia instituída nos casos de câncer, das fibromialgias, processos inflamatórios,  problemas vasculares, neurais, musculoesqueléticos  (hérnias, lesões musculares), sendo indicado no diagnóstico da maioria de dores de coluna, do pescoço e articulações.

A termografia mamária e é complementada, caso seja necessário, com outras ferramentas diagnósticas, idealmente com o EXAME TRÍPLICE, especialmente nos casos de rastreio do câncer de mama e de próstata de rotina. Este exame associa a ULTRASSONOGRAFIA para delinear a anatomia com o princípio acústico, com o EXAME DOPPLER para detectar o padrão de vascularização das doenças, em especial dos tumores (capaz de diferenciar os nódulos benignos dos malignos) e com a ELASTOGRAFIA, um novo método diagnóstico capaz de detectar a consistência de uma doença ou tecido, informação extremamente importante que permite afastar muitos falso-positivos e falso-negativos.

É uma excelente ferramenta diagnóstica!!!

No último consenso internacional da elastografia de mama ficou estabelecido que a ELASTOGRAFIA poderia fazer Upgrade ou Downgrade da classificação BIRADS de nódulos de mama, a depender de sua característica Elastográfica, diminuído consideravelmente as biópsias de mama desnecessárias, que podem ser de até 80% nos casos de BIRADS 4.

SONIMAGE agora dispõe das principais armas diagnósticas que você precisa para o rastreio de rotina e com redução dos custos e sem causar prejuízos a sua saúde. Estamos em sintonia com a aspiração de muitos homens e mulheres, que querem rastrear os cânceres mais frequentes, como os de mama e próstata, mas não desejam aumentar seu risco de apresentar a doença, como ocorreria se utilizassem exames com efeitos biológicos.