VOLTAR  

Você tem o poder: mais mulheres curadas e menos mutiladas em nosso pais

É hora de deixar de ser testigo passivo e tomar uma atitude justa frente as mutilações desnecessárias. Clique no hyperlink para assinar a petição para abolição da mamografia no Brasil.

 

Esteja do lado certo da história

Saiba mais por que é um asunto de saúde pública que ameaça as mulheres, clicando no hyperlink do artigo e espalhando a palavra: A mamografia e inimiga da mulher.

 

Por que isto é importante

A mamografia é um método de diagnóstico que prometeu reduzir a mortalidade por câncer de mama e as mastectomias, mas a mortalidade não diminuiu e houve aumento de até 422% das mastectomias desnecessárias, mutilando horrivelmente as mulheres que não tem câncer e afetando profundamente a sua feminilidade, além de expor as mamas à radiação cancerígena. A mamografia é uma indústria que movimenta bilhões de dólares e a vítima é a mulher. Os defensores da mamografia fingem que os objetivos iniciais foram alcançados valendo-se de publicações condenadas por graves erros da metodologia científica e campanhas enganosas veiculadas na mídia durante o outubro rosa.

Depoimento

“Estou atenta à campanha da Dra Lucy Kerr denunciando os males da mamografia. Já tive a curiosidade de assistir seus vídeos e palestras pela internet, inclusive tomei ciência de algumas informações que foram encaminhadas a ela pelo  Dr. Peter Görtzsche, atual Diretor da Cochrane da Dinamarca, e agora não tenho nenhuma dúvida: sei que a mamografia irradia os delicados tecidos da mama da mulher e que esta irradiação é cumulativa e cancerígena, além do que fazer o exame  já é irritante e muito doloroso. Mas ao saber que a mamografia também não tem capacidade diagnóstica para os câncer mais agressivos, que seus erros conduzem a cirurgias desnecessárias e mutilantes, que metade das mulheres que não tem câncer passam pelas agressivas quimio e radioterapias eu, pelo simples sentimento de  solidariedade com todas as mulheres, sinto-me obrigada a assinar a PETIÇÃO ELETRÔNICA que pede a  abolição deste método inútil e muito prejudicial à saúde da mulher, que não cumpriu a promessa de reduzir a mortalidade e as mutilações.” –Fotunee Shayo, paciente.

Deseja se cadastrar em nosso mailing?