VOLTAR  

Pesquisador descobriu a espécie de abelha ‘africanizada’ e foi o primeiro brasileiro a compor a Academia de Ciências dos EUA. Kerr atuou em diversas instituições, como UFU e USP.

Warwick Kerr completou 96 anos na última semana e estava internado no interior de SP — Foto: Reprodução/TV Integração

O cientista e professor aposentado, Warwick Estevam Kerr, morreu neste sábado (15) aos 96 anos de idade. O pesquisador foi responsável pela descoberta da espécie abelha “africanizada” e o primeiro brasileiro a fazer parte da Academia de Ciências nos Estados Unidos. Veja matéria completa no G1 no endereço:  https://g1.globo.com/mg/triangulo-mineiro/noticia/2018/09/15/morre-aos-96-anos-o-cientista-brasileiro-warwick-kerr.ghtml

Ou em outros jornais:

Deseja se cadastrar em nosso mailing?