VOLTAR  

Você tem algum problema de saúde urgente ou doença debilitante, que  requer diagnóstico imediato?

E não quer se expor a contaminação desnecessária na ida ao hospital ou aos grandes laboratórios neste momento?

Na  SONIMAGE cuidamos muito bem de você e tomamos todas as providências para te proteger da contaminação!

Sabemos que os pacientes estão receosos de ir aos hospitais e laboratórios movimentados desnecessariamente, aumentando a chance de se infectarem, mas tem muitos casos que não podem esperar, especialmente considerando que não sabemos quanto tempo irá persistir nossa curva ascendente de mortes até desacelerar.

Se você não está contaminado e quer permanecer assim, recomendamos que busque um laboratório particular que preencha todos os quesitos de higiene exigidos pela pandemia e a SONIMAGE é destaque nessa categoria.

Com a chegada do Corona vírus a SONIMAGE aperfeiçoou ainda mais o protocolo de atendimento  para diminuir a disseminação da pandemia entre nossos clientes e manter o atendimento das outra doenças, que continuam acontecendo, em ambiente propício para a tua saúde ou de seus familiares.

A SONIMAGE exige o uso de máscara do paciente e somente permite um acompanhante e se for indispensável (menos pessoas é mais saúde no momento).

E  sempre haverá uma consulta médica preliminar com um profissional experiente, que analisará exames prévios realizados. Meticulosidade e seguimento das regras propedêuticas clássicas, aliadas a tecnologia, para ampliar a acuidade diagnóstica.

Dra. Lucy Kerr analisando os exames prévios do paciente que atenderá na SONIMAGE antes de realizar o Exame ultrassonográfico

O(a) mesmo(a) médico(a)  fará o exame de imagem mais indicado para o seu quadro e em seguida e elaborará seu laudo. Com o resultado em mãos poderá procurar diretamente seu médico para tratamento ou modificar o tratamento em curso (se necessário). Tudo isso sem ter que ir ao hospital.

Durante todo a sua permanência na SONIMAGE  nenhum outro paciente será atendido e não cruzará com outras pessoas, além daquelas que o atendem na Clínica, pois há intervalo mínimo de 2 horas após o atendimento de cada  paciente agendado para permitir a higienização completa posterior da clínica e garantir o distanciamento exigido na pandemia.

Dra. Lucy Kerr admite somente um paciente de cada vez na SONIMAGE e espaça os agendamentos para garantir o isolamento e higienização da clínica após cada atendimento

A SONIMAGE TRABALHA COM HIGIENE ABSOLUTA

A SONIMAGE sempre trabalhou com técnicas de higiene impecáveis, mas atualmente as rotinas de higiene foram ampliadas para adequá-las  à virulência do Corona vírus, que são bem trabalhosas, mas essenciais neste momento.

A higiene da SONIMAGE é quase de um centro cirúrgico e muito além do exigido pela ANVISA (protocolos implantados por sua diretora, que foi cirurgiã cardiovascular no início da sua carreira). Para isso é fundamental atender apenas um paciente de cada vez, com intervalo de 2 horas entre o final de um exame e início de outro, o que permite realizar, para cada paciente que sai, a troca de todas as roupas, higienização das macas e das sondas (ambas recebem uma substância líquida apropriada para esterilização de sondas, que destrói todo tipo de germes), higienização de toda a clínica na sequência para evitar qualquer possibilidade de infecção (a diretora pessoalmente supervisiona todo o processo) e inclusive filtra-se o ar ambiente, removendo as bactérias, fungos e vírus, que são passados por um equipamento com uma placa superaquecida que os destrói instantaneamente.

Também foi fortalecida a imunidade dos funcionários com vitaminas e medicações específicas para protegê-los nesta crise – um gasto absolutamente necessário e que que  beneficiará todos que estiverem em contato com eles, o que inclui os médicos e os pacientes da SONIMAGE. Tratamos todos com carinho e cuidados profissionais.

SONIMAGE – limpeza impecável

RELATO DE  UM CASO

A Dra. Lucy Kerr, diretora da SONIMAGE,  estava quase para sair do consultório as 20:30h, concluindo o laudo de um câncer de pâncreas atendido, quando o telefone tocou e era o genro do paciente dizendo que o sogro estava com dores fortíssimas na pélvis, conseguia urinar apenas pequenos volumes de cada vezes de cor vermelho vivo, ou seja, estava urinando sangue e com dores intensas.

Explicou que seu sogro havia sido operado de próstata e já estava de alta há vários dias. O médico urologista estava fora da cidade e só retornaria passados 3 dias e, quando foi chamando por telefone, orientou que o paciente procurasse uma clínica de ultrassonografia particular, que não fosse a qualquer hospital, pois todos os leitos e Pronto Socorros da nossa cidade estavam lotados com casos de Corona vírus. O médico e o genro do paciente já conheciam as regras de higiene muito meticulosas da SONIMAGE e por isso a selecionaram. No contato telefônico foi orientado para que o paciente chegasse com máscara, assim como o seu acompanhante  (somente um permitido), que a Dra. Lucy Kerr o atenderia. Leiam o seu relato:

“Vesti o meu equipamento de proteção pessoal, avental descartável, luvas, máscara etc. e ao final fui examiná-lo. O paciente gemia de dor e verifiquei que pela uretra saía espontaneamente sangue vivo continuamente. Cada vez que eliminava um pouquinho de urina junto com o sangue a dor aumentava muito e se contorcia de dor.
No exame US constatei a bexiga urinária muito cheia e com um grande coágulo no lúmen,  que ocluía o colo vesical e impossibilitava que o paciente urinasse. As dores muito intensas não permitiam que o exame  fosse realizado e optei por aplicar um supositório de indometacina, que  após 40 minutos tinha conseguido aliviar as dores e o paciente relaxou. Essa medicação é especificamente inibidora das prostaglandinas  e tem um efeito analgésico espetacular na região pélvica.

Nessa hora o paciente  estava muito nervoso, com a pressão alta eu pude observar uma veia drenando para o lúmen vesical na parede posterior à direita e pude  até mensurar o fluxo dela para a bexiga no Doppler pulsátil. Diagnóstico: o sangramento era vesical e não tinha relação com a cirurgia da próstata. À medida que a dor diminuía, a urina que drenava espontaneamente pela uretra foi clareando até cessar todo o sangramento.
Nisso o paciente e toda família tinham se acalmado, os presentes e os à distância, que telefonaram  várias vezes para saber a evolução.  Mas o mais importante eu descobri quando ele foi urinar. De pé o coágulo obstruía o colo vesical e ele não conseguia esvaziar a bexiga hiperdistendida,  mesmo na presença de incontinência urinária após a cirurgia recente da próstata. Orientamos para deitar-se e virar do lado direito e esquerdo, alternadamente, para o coágulo mobilizar-se, desobstruir a via de saída da bexiga e permitir que a esvaziasse progressivamente, o que observei  acontecer acompanhando pelas imagens de US. O exame renal demonstrou anomalia congênita de um dos rins e atrofia do outro, as quais foram devidamente descritas e concluídas.

Ao final o  paciente saiu com o diagnóstico completo (laudo médico), com as orientações para somente urinar deitado e no papagaio (dispositivo para urinar no leito), virando-se para os lados direito e esquerdo, alternadamente,  para permitir o deslocamento do coágulo do colo vesical,  permanecendo em repouso  para evitar a elevação da pressão arterial e o retorno do sangramento, até que seu médico retornasse da viagem e procedesse ao tratamento definitivo.

Também saiu com uma receita para manipular o supositório analgésico, enquanto aguardava o médico voltar e 3 supositórios para usar em casa no caso da dor retornar, até que a receita fosse aviada.

Todos felizes com o problema resolvido , inclusive a médica!”

CONCLUSÃO

Sabemos que estamos em um momento especial, com o Corona vírus dominando o nosso noticiário, mas muitos outros problemas de saúde não podem esperar e a SONIMGE oferece alternativa eficaz para atendê-lo com o máximo de segurança.

Nossa missão é disponibilizar o nosso conhecimento médico a serviço da saúde dos nossos pacientes e dos seus médicos. Exame de excelência em ambiente impecável.

Deseja se cadastrar em nosso mailing?