VOLTAR  

Esta mensagem destina-se aos médicos que sonham ser ultrassonografistas e para eles desvendamos nossa sistemática de ensino:

  1. Nosso estágio tem no mínimo 2 anos de duração, sendo 3 anos o ideal, pois desde 2008 se exige 3 anos de preparo em estágio oficial para que o candidato possa prestar a prova de título. Entretanto, temos deixado até o presente o 3º ano como opcional.  Nosso estágio não tem custo, nem prova escrita. Optamos por avaliar o candidato pessoalmente, pois daí poderemos observar seu real interesse.
  2. O estágio do IKERR é oficial, pois é reconhecido pela SBUS- Sociedade Brasileira de Ulrrrassonografia.
  3. O estágio do IKERR é o primeiro em ultrassonografia do Brasil e se iniciou em 1978, imediatamente após eu retornar dos EUA, aonde eu tinha ido para me especializar em Ultrassonografia no Pos Graduate Medical Course ministrado pela  Bowman Gray School of Medicine – Wake Forest University, como bolsista do CNPq. Os primeiros estágios que  ministrei foram na URP- Unidade Radiológica Paulista, enquanto era montado o serviço de ultrassonografia, inexistente naquela época, depois passou para o Centro de Estudos Sonimage e atualmente é parte do IKERR- uma organização sem fins Lucrativos  fundada em 2000.
  4. O estágio do IKERR sempre primou por formar médicos especialistas que são disputados pelo mercado de trabalho. Ensinamos em uma sistemática que é comprovada há muitos anos e funciona:
    1. Há uma programação das aulas e protocolos de exames e o candidato poderá treinar em pacientes que são agendados para esse fim. Temos mais de 1000 horas aulas gravadas destinadas para o aprendizado. Muito mais do que o exigido para qualquer residência reconhecida pelo MEC. Todas com muitos detalhes e dicas para especialista. Só não aprende quem não quer.
    2. Também há treinamento em laudos de ultrassonografia, uma das partes mais importantes do nosso estágio, pois tudo é  conferido pessoalmente por mim e durante essas correções há a oportunidade de fazer perguntas, esclarecer dúvidas, aprofundar o conhecimento. Muitos dos casos são auto-elucidativos: cuidadosamente documentados e descritos, ideais para o aprendizado.
    3. Nossa técnica de laudos não é minimalista, como ocorre na maioria dos laboratórios, mas bem minuciosa e detalhista. Essa técnica, de descrever completo todo os sinais ultrassonográficos observados,  ajuda muito a sedimentar o conhecimento para os que se iniciam. Pode acreditar que funciona. 
    4. Damos muita ênfase na técnica do exame. Em Radiologia a execução do exame é muito fácil, até um técnico sem conhecimento médico nenhum, pode realizar corretamente o exame e a dificuldade maior é a interpretação. Já a Ultrassonografia requer conhecimento médico, em especial de anatomia e patologia, deixando muito a desejar o exame realizado por técnico (motivo pelo qual o CFM o proibiu). A dificuldade maior em US é achar a imagem diagnóstica, pois a interpretação é muito mais fácil (basta aplicar conhecimento estabelecido em tratados de US). Por isso que se diz que a ultrassonografia é operador-dependente.
    5. O propósito do nosso estágio é oferecer os meios para o aprendizado correto, dando as bases sólidas para construir o conhecimento sobre assunto, o que requer ir fundo nas técnicas do exame e interpretação das imagens.
    6.  Os conceitos são repetidos exaustivamente, até que a mente os absorva como uma segunda natureza: a arte de ensinar é a arte de repetir. Acreditamos que, se o estagiário não aprender completa e corretamente desde o princípio, ficará uma falha permanente na sua formação, que nunca poderá ser sanada após iniciar a sua rotina, que é absorvente e exaustiva.
    7. Após o conhecimento ter sido consolidado, o estagiário poderá fazer os laudos na forma resumida, conforme as práticas em laboratórios muitas vezes o exigem.
  5. O nosso estagiário ajuda na confecção das aulas de US, Doppler e Elastografia.
  6. O estagiário também auxilia na confecção do material que atualizamos continuamente em nosso site e sua co-autoria consta no portal e é bom para o seu currículo.
  7. O estagiário participa na co-autoria dos trabalhos enviados para publicação, desde que tenha auxiliado ativamente na confecção dos dados, levantamento bibliográfico, fotos e outras tarefas vinculadas ao trabalho.

Deseja se cadastrar em nosso mailing?